quarta-feira, 16 de setembro de 2015

farol isolado no deserto


nas manhãs erguem-se do sono as mãos que varrem as estrelas
do corpo são as ondas de um cais que leva o destino a uma rota de outros caminhos

a palavra é a minha luz noturna onde desenho o farol isolado no deserto.

Leandro Sá
(15-09-2015)

Sem comentários: