quarta-feira, 3 de novembro de 2010

(o tempo a 03 sem imagem)

 
(o tempo a 03 sem imagem)

quando o verbo é fortuna
densa linha no desfiar que adensa
a reserva que se faz passo
de sobressaltos em silvos prematuros crepusculares da noite
versa adversa advertência sibilante
na justa clarividência
o vidente ouro em barco fenício é manhã madura

Nuno Teixeira de Sousa
03-11-2010

Sem comentários: