sexta-feira, 30 de abril de 2010

Esse voltar a sonhar à minha espera

 
Muitas vezes sento-me em qualquer lugar
Com um esperar no meu olhar que vem do mar
Fico nesse esperar procurando partir
Entre as minhas mãos prolonga-se um sonhar
Que não tem lugar
Não vem comigo quando parto
Fica nos lugares onde me sento
Quando lá volto
Há esse voltar a sonhar
À minha espera

Nuno Teixeira de Sousa
Versão revisitada e modificada
23-04-2010

Sem comentários: